quarta-feira, 20 de abril de 2011

"A Sedução das Palavras"

Era para ser um dia comum, como todos os outros...

Acordei no horário de costume as 6h30, levantei com uma preguiça absurda, tomei meu banho, separei meus materiais de estudo e sai para o trabalho...

Peguei meu ônibus, meu Deus como estava cheio..., cheguei ao trabalho bem adiantada, só para deixar claro, odeio atrasos...

Até o momento, mais um dia comum, sentei no meu lugarzinho de sempre e comecei a trabalhar , nada de novo...

Sentindo-me demasiadamente exausta com a mesmice, resolvi que no horário do meu almoço iria ao shopping, ver gente diferente, e o fiz...

Peguei a “van”, que sai todos os dias no mesmo horário e o Sr. Motorista insiste em me chamar de Juliana e quando vou responder ele fala: Ah! Você não é a Juliana?... Mais como parece! E quando vou responder o mesmo interrompe novamente e fala: Só que a Juliana é muito simpática e você é muito séria...
Bom, prefiro não responder o que penso, dou uma risadinha, aquela que vocês devem estar imaginando e o assunto acaba por aí!...

Voltando ao fato... cheguei ao Shopping e a indecisão... Almoço ou Livraria?

Bom, a fome foi maior, fui almoçar correndo para não me atrasar, em 15 minutos comi e fui a Livraria, doente por livros como sou, é impossível ir ao Shopping e não passar em uma Livraria.
Como almocei em 15 minutos, ainda restava mais 15 para ver as novidades, pois a “van” retorna às 13h45 então às 13h30 estava tudo perfeito...

Livro vai, livro vem e bummmm...

Clarice Lispector aparece em minha frente, opa! Clarice não, um livro fantástico de Clarice Lispector, comecei a folhear o livro, fazendo uma análise de todos os detalhes, capa, palavra por palavra, textos, cores, etc...

Quando resolvi comprar o livro já eram 13h44, meu Deus eu tinha 1 minuto, para descer um piso do Shopping e pegar a “van”... Resultado?

 Não comprei o livro e sai correndo para pegar a “van”, afinal odeio atrasos...

Cheguei no local às 13h46, não deu tempo, a “van” já havia saído... Pensei!

Bom, já que estou atrasada, vou esperar a “van” das 14h15,voltei para a Livraria, pois ainda tinha 30 minutos disponíveis, ops!... Disponível não, atrasada mesmo!...

Enfim, voltei para a Livraria, peguei o meu livro...”eu já o considerava meu”... e fui ao caixa, chegando ao caixa, o sistema travou...

Pensei, não é meu dia de sorte, mais não vou sair sem o meu livro, e quando novamente me deparei com a hora... faltava 1 minuto novamente para a última “van” sair, passei o meu livro no caixa e sai correndo novamente da loja...”Acho que os vendedores pensaram que eu não era normal, enfim, acho que não tiveram uma ideia errada”...

Enfim, perdi a “van” novamente, as palavras eram tão sedutoras que me fizeram perder a hora por duas vezes...

O jeito foi voltar de metrô, cheguei no meu trabalho 30 minutos atrasada, desesperada, morta de calor, “neste dia para ajudar estava um calor insuportável”...

Minha Coordenadora estava me esperando na porta da sala, para fazer um relatório, no qual eu tinha me esquecido completamente e eu na euforia do atraso, meu peito estava quente, minha cabeça pensativa e o livro em minhas mãos...

Só consegui dizer: Desculpe pelo atraso, eu quase fui abduzida pela Clarice, minha Coordenadora me olhou sem entender nada, saiu dando risada e começamos o relatório...

OBS: Minha primeira Crônica....

Aline Evelyn S. Marcolongo

Um comentário:

  1. obrigada pela sua contribuição no blog Manchete de Ontem.
    :)

    ResponderExcluir